Quais as vantagens da análise em tempo real para a gestão de frotas?

Quais as vantagens da análise em tempo real para a gestão de frotas?

Posted Leave a commentPosted in Dicas de Gestão

O setor dos transportes é imprevisível e otimizar a utilização dos recursos não é uma tarefa fácil. Cada vez mais os gestores procuram formas de melhorar o desempenho das frotas e de reduzir os custos operacionais. A primeira etapa para otimizar o desempenho de uma frota é obter uma visão integrada e global sobre o seu estado, recursos e disponibilidades. Analisar a frota em tempo real traz imensos benefícios e hoje apresentamos-lhe as principais vantagens da análise em tempo real para a gestão das frotas!

Melhor serviço para o cliente

Ter a informação em tempo real disponível em qualquer lugar permite que a empresa possa fazer a gestão da frota de forma mais assertiva. Por exemplo, empresas que trabalham com entregas ao domicílio, ao receberem um pedido podem enviar o veículo que está mais perto da morada onde tem que fazer a entrega. O serviço torna-se mais rápido, o que é bom para o cliente, e a empresa economiza em combustível.

Otimização de processos

Com a utilização de um sistema de monitorização do negócio, a empresa consegue melhorar os seus processos. É possível estimar o tempo necessário para o cumprimento de determinada rota e assim definir tempos para a execução de diversas tarefas. E toda a informação é consultada no exato momento em que as situações acontecem.

Aumento da produtividade

Com a informação sobre todos os departamentos da empresa num só dashboard, os gestores conseguem analisar os dados de uma forma muito mais rápida e eficaz, identificando facilmente os pontos que necessitam de melhoria e agindo em tempo útil para evitar problemas de produtividade. Reduz-se em grande escala os tempos de consulta das diversas fontes de informação, o que vai melhorar o desempenho do gestor.

Menor probabilidade de errar

Tomar decisões com base em informação não-fidedigna é um dos erros mais cometidos no mundo dos negócios e um dos principais que leva ao fracasso. Um sistema de monitorização em tempo real alimenta constantemente o gestor em termos de informação, pelo que este vai ser conhecedor de todos os dados relevantes de que necessita para decidir de forma consciente. Com os sistemas BAM já não existirão problemas de decisões por falta de conhecimento.

Conhecimento do histórico organizacional

Um sistema de monitorização da frota em tempo real permite também eu o gestor avalie os resultados da frota ao longo do tempo e desse modo descobrir informações essenciais como desempenho dos motoristas consumo de combustível, gastos com horas extraordinárias, entre outros fatores relevantes.

Acompanhamento e cumprimento dos KPI’s

Uma empresa tem objetivos coletivos e individuais, mas muitas vezes os colaboradores acabam por se desfocar dos seus objetivos, o que tem um impacto negativo para a empresa. Um sistema de monitorização do negócio como o Multipeers4Fleets permite que cada colaborador tenha acesso aos seus KPI’s e que seja alertado sempre que o seu desempenho esteja fora dos padrões previamente estabelecidos.

Multipeers4Fleets permite medir e analisar continuamente todos os acontecimentos do negócio de gestão de frotas, de modo a que o utilizador possa tomar as melhores decisões para o futuro do negócio. Através de dashboards simples e intuitivos é possível analisar os gastos de cada viatura da frota, encontrar os fatores que contribuem para um aumento de combustível, definir alertas sempre que acontece algo de importante, entre muitas outras funcionalidades.

Saiba como aproveitar todas as potencialidades do Big Data

Saiba como aproveitar todas as potencialidades do Big Data

Posted Leave a commentPosted in Dicas de Gestão

Big Data é um termo que tem estado em voga nos últimos meses. Big Data é o termo que descreve o incomensurável volume de dados (estruturados ou não) que têm impacto nos negócios diariamente. Mais importante do que a quantidade de dados, é o que as empresas podem efetivamente fazer com esses dados. Segundo a IBM, até dezembro deste ano haverá três vezes mais dispositivos conectados a internet do que pessoas no Mundo. Este dado é prova mais do que suficiente da quantidade de informação que é gerada a cada minuto, o que se revela um desafio para as empresas. O que fazer com tanta informação? Como tirar partido dos dados gerados diariamente? Neste artigo vamos mostrar-lhe como aproveitar todas as potencialidades do Big Data.

Analisar o negócio em tempo real

A informação cresce a um ritmo muito acelerado, o que torna cada vez mais difícil a sua análise. A solução indicada é analisar os dados em tempo real para tirar o máximo partido da informação. Produtos como o Multipeers permitem analisar a cada segundo o que se está a passar com o negócio. Desta forma, é possível tirar o máximo partido dos dados para tomar as melhores decisões para o negócio. Aliar a grande quantidade de dados gerada nas empresas a uma análise em tempo real permite obter insights essenciais para o sucesso dos negócios.

Melhor recolha dos dados

Os dados surgem dos mais diversos canais e através do Big Data é possível centraliza-los e agrupá-los por afinidades. É possível estar mais perto do cliente através da recolha de dados por meio de questionários, aplicações, cartões de fidelidade, entre outros instrumentos. Os dados recolhidos são essenciais para que se possa fazer um planeamento assertivo das ações de marketing e comunicação.

Maior eficácia do negócio

Mais do que conhecer o mercado, as empresas conseguem, através do Big Data, usar os dados para mudar o negócio e aumentar o retorno sobre o investimento. Usar os conhecimentos das experiências analíticas permite às empresas criar novos indicadores de negócio e analisá-lo de modo mais abrangente e objetivo. Desta forma, conseguirão melhores níveis de rendimento que se refletirão no sucesso do negócio.

Ter as ferramentas certas

É fundamental que as empresas tenham as ferramentas certas para poderem lidar da melhor forma possível com o vasto volume de dados que estão a criar todos os dias. O Datapeers, por exemplo, é uma solução inovadora que ajuda as empresas a cumprir os requisitos legais e a melhorar a qualidade dos processos de desenvolvimento, garantindo a proteção e confidencialidade dos dados. O novo regulamento de proteção dos dados da União Europeia vem reforçar a importância da informação e a necessidade cada vez maior de a proteger.

Conheça os vetores que estão a transformar o software de segurança segundo o GARTNER

Conheça os vetores que estão a transformar o software de segurança segundo o GARTNER

Posted Leave a commentPosted in Segurança

O mercado do software de segurança está a passar por uma transformação dramática e segundo o Gartner são 4 as principais razões: o uso de análises avançadas, a adoção de SaaS (software as a service), ecossistemas expandidos e as novas leis de proteção de dados. Devido a esta nova realidade, as empresas estão a redesenhar os seus sistemas de segurança.

“O mercado global de segurança está a passar por um período de interrupção devido à rápida transição para modelos digitais de negócios e tecnologia baseados na nuvem que estão a mudar o modo como as funções de risco e segurança proporcionam valor numa organização”, afirma Deborah Kish, analista principal do Gartner. “Ao mesmo tempo, o cenário de ameaças e o aumento do número de incidentes de segurança de alto impacto também estão a criar uma procura por tecnologias de segurança e inovações que proporcionem maior eficácia”.

Vamos analisar com mais pormenor os 4 vetores que estão a mudar o setor do software de segurança:

Até 2020, o Advanced Security Analytics será incorporado em pelo menos 75% dos produtos de segurança

As empresas procuram cada vez mais produtos que incorporem tecnologias analíticas preditivas e prescritivas, ou seja, que sejam “mais inteligentes” e que ajudam a alertar os utilizadores sobre possíveis incidentes de segurança. Estas capacidades analíticas mais avançadas são conduzidas por uma variedade de tecnologias subjacentes, tais como heurística, inteligência artificial/aprendizagem de máquina e outras técnicas.

A aquisição e integração de produtos e tecnologias será uma estratégia crítica para aumentar a participação de mercado e entrar em novos mercados

Dada a preponderância de startups e pequenos fornecedores que buscam abordagens inovadoras para problemas de segurança, a aquisição, integração e consolidação são estratégias altamente eficazes para aumentar a participação de mercado e entrar em mercados desconhecidos. Em muitos casos, os fornecedores maduros que estão em busca de crescimento contínuo adquirem empresas de crescimento mais rápido de mercados adjacentes emergentes. Em outros casos, os fornecedores otimizam os lucros através da consolidação de produtos similares sob uma única marca, portanto, alavancando as economias de escala através da combinação de funções essenciais, como desenvolvimento, suporte, vendas e marketing.

A procura por flexibilidade pelos utilizadores finais aumentará a adoção de SaaS

Uma pesquisa recente sobre gastos de segurança de utilizador final do Gartner indica que existe uma preferência por produtos em um formato de serviço. O SaaS para segurança e gestão de riscos torna-se crítico à medida que os clientes passam às práticas comerciais digitais. No entanto, os fornecedores devem considerar as implicações financeiras de manter o suporte para produtos de segurança em vez de investirem num produto gerido.

A nova lei de proteção de dados cria uma oportunidade para o setor da segurança

O Regulamento Geral de Protecção de Dados (GDPR) entrará em vigor no dia 25 de maio de 2018 e existirão coimas avultadas para as empresas que não cumpram o regulamento. As empresas estarão mais dispostas a investir em soluções de segurança pois o investimento será necessário para que não tenham que pagar multas elevadas.

O mundo empresarial está mesmo a mudar e as empresas precisam de se adaptar. A análise em tempo real e a necessidade de proteger os dados da organização são uma realidade cada vez mais evidente.