Boas Práticas para Controlar o Estoque de Uma Empresa

Boas Práticas para Controlar o Estoque de Uma Empresa

Posted Leave a commentPosted in Dicas de Gestão

O controle de estoque  de uma empresa é uma atividade vital. Ele representa a fonte de suprimentos para atendimento da demanda do negócio, o que, em última instância, significa que se trata de uma das atividades mais importantes para que a organização cumpra o que foi prometido aos seus clientes.

Sendo assim, é de grande importância definir estratégias claras e manter a atenção da equipe responsável em realizar uma gestão eficiente do estoque, alinhada com os objetivos organizacionais. Isso se torna ainda mais essencial por se tratar de um processo com diversos desafios a serem superados e de grande impacto sobre a rentabilidade.

Vejamos algumas práticas que podem ajudá-lo com sua gestão de estoque e abrir as portas para melhores resultados.

Controle o Giro de Estoque

O giro de estoque está entre os principais indicadores para controle de estoque empresarial. Basicamente, ele mede o número de vezes que o estoque foi renovado em um determinado intervalo de tempo. Sendo assim, você consegue avaliar se tem mantido um volume ideal de itens.

Se o giro de estoque for elevado, isso significa que você possui uma operação eficiente, na qual produtos não ficam “encalhados” nas prateleiras. Dessa forma, o capital do negócio permanece livre para investimentos em outros aspectos que produzam retorno para a organização, ao invés de imobilizado.

Trabalhe com Estoque de Segurança

Um dos grandes objetivos do controle de estoque está em impedir que faltem unidades para atendimento aos clientes. Sendo assim, uma das principais ferramentas para atender a tal requisito é o estoque de segurança.

Trata-se de uma quantidade de itens calculados como excedentes ao estoque zerado. Dessa forma, quando se chega ao ponto de ressuprimento, que é o estoque mínimo aceitável para que se peça novas unidades, a solicitação é feita e, além do volume de itens necessários até o recebimento da nova remessa, deve haver uma quantidade para cobrimento de imprevistos, como atrasos.

Invista em Tecnologia

A tecnologia é um fator central para qualquer negócio da atualidade. Ela se tornou um item indispensável para o desenvolvimento de uma série de atividades, o que inclui a gestão de estoque.

Alguns exemplos de contribuições que ela traz nesse caso são programas específicos para desenvolvimento das etapas envolvidas e diversas possibilidades de automação de processos. Sendo assim, trata-se de um dos principais caminhos para o controle consistente de sua operação de estoques.

Atenção a Itens com Validade

Outra boa prática envolvida na gestão de estoque é o controle de validade. É necessário encontrar maneiras, se possível automatizadas, para garantir que só se trabalhe com itens dentro da condição ideal de uso, o que exclui os elementos vencidos.

Muitas técnicas ajudam nesse processo e uma das mais conhecidas é a FIFO, sigla para First In, First Out, que em tradução livre significa: “Primeiro a entra, primeiro a sair”. Basicamente, ela preconiza que os itens devem ser utilizados em função de sua chegada ao estoque, liberando primeiro aqueles que chegaram primeiro e reduzindo a possibilidade de vencimentos.

Analise o Perfil de uso de cada Item e Monte um Estoque Racional

Nossa sexta dica se refere aos fatores logísticos, como é o caso do deslocamento. Quanto mais um item é demandado, mais ele será retirado da prateleira. Isso indica que é melhor que os itens mais utilizados possuam uma distância de acesso inferior à dos itens pouco utilizados.

Esse é apenas um dos princípios que devem reger a montagem do layout do estoque empresarial. Por mais que pareçam itens simples, muitas organizações desprezam seus ganhos potenciais e perdem elevados montantes financeiros todos os anos, graças às pequenas perdas que se acumulam e se tornam perdas gigantescas com o tempo.

Por isso fica a dica: trabalha por um estoque racional.

Integre os Processo Associados ao Controle de Estoque

A última boa prática de controle de estoque que queremos destacar é a de integração de processos. As atividades de cada departamento de uma empresa estão inter-relacionadas e devem ser conduzidas de maneira integrada para gerar sinergia.

Sendo assim, o ideal é que você avalie, por exemplo, o impacto das vendas sobre seu estoque que, por sua vez, afetará seu controle financeiro.

Um ótimo caminho para ter essa visão abrangente e manter um controle preciso de toda a cadeia é utilizar um ERP. Trata-se de um software especialmente direcionado para oferecer uma interface virtual da sua organização e possibilitar uma gestão ampla de seus processos.

By: GestãoClick

5 Erros a evitar na gestão dos clientes

5 Erros a evitar na gestão dos clientes

Posted Leave a commentPosted in Dicas de Gestão

O Cliente é a parte mais importante de uma empresa. As empresas cometem muitos erros na hora de lidar com os clientes e com as suas necessidades e esses erros levam muitas vezes à perda de clientes importantes. No artigo de hoje, falamos sobre os 5 erros a evitar na gestão de clientes.

Pressionar o Cliente

Muitas empresas cometem o erro de perseguir o cliente, seja através de telefonemas ou de e-mails. Quando existe um primeiro contacto, é preciso dar tempo ao cliente para que este possa avaliar a possível compra do produto ou serviço oferecido pela empresa. Ninguém gosta de ser incomodado constantemente e é preciso que as empresas ganhem a consciência de que vale mais a qualidade do contacto do que a quantidade de vezes que contactam os prospects.

Não conhecer o cliente e as suas necessidades

Um dos piores erros na gestão de clientes é tratar todos os clientes da mesma forma. É desagradável quando somos atendidos por um operador que parece robotizado e que tem um discurso ensaiado e não foge ao guião. As ferramentas CRM ajudam as empresas a conhecer cada um dos clientes, as suas necessidades e preferências. Também fornecem informação sobre o momento mais adequado para agir, seja pelo envio de uma campanha especial ou de uma amostra de produto. Pode conectar um sistema CRM a um sistema de monitorização de negócio como o Multipeers. Desta forma, terá informação em tempo real e sempre atualizada sobre os seus clientes.

Vender apenas uma vez

Muitos comerciais preocupam-se apenas com a venda única e não trabalham no sentido de fidelizar o cliente. É certo que a primeira venda é, na teoria, a mais difícil, visto que o cliente ainda não conhece a empresa e os produtos. Focar-se na venda única é um erro muito comum que pode fazer com que a empresa perca vendas no futuro. As equipas comerciais devem ter a preocupação de manter um contacto com o cliente de modo a orientá-lo para compras futuras e isso consegue-se através de um bom serviço pós-venda.

Complicar o atendimento ao cliente

Infelizmente há muitas empresas especialistas neste campo, sobretudo empresas de serviços de telecomunicações e internet. É muito aborrecido para um cliente ter que repetir o seu problema para três ou quatro pessoas diferentes. O atendimento ao cliente deve ser sempre o mais agradável e curto possível pois só assim é possível passar uma imagem de profissionalismo. Se o cliente precisa de falar com quatro pessoas antes de ver o seu problema resolvido, vai ficar com a sensação de que a empresa é desorganizada.

Não orientar e educar o cliente

Disponibilizar conteúdo relevante e útil para o cliente sobre os produtos ou serviços é uma forma de educar os clientes e de partilhar informação importante para que ele escolha o seu produto. Criar uma secção de perguntas frequentes, criar um blog sobre a área da sua atividade e ter uma presença assídua nas principais redes sociais são boas formas de educar o cliente sobre o seu produto.

Estratégias de marketing em tempo real para o sucesso do seu negócio

Estratégias de marketing em tempo real para o sucesso do seu negócio

Posted Leave a commentPosted in Internet e Marketing

Os consumidores estão cada vez mais exigentes e menos pacientes: eles querem encontrar soluções e querem encontra-las agora! Hoje em dia, já não basta lançar um bom conteúdo ou uma boa campanha de marketing: é preciso ser-se o primeiro a ter a ideia que vai solucionar os problemas dos consumidores e a oferecer algo realmente distinto. O “agora” é a tendência do momento e por causa desta pressa em ter soluções surgem conceitos como o de marketing em tempo real. No artigo de hoje, vamos falar sobre estratégias de marketing em tempo real para o sucesso do seu negócio.

Eventos

Um evento de lançamento de um produto com acompanhamento em tempo real da opinião dos consumidores nas redes sociais é uma ótima forma de descobrir qual é a recetividade das pessoas relativamente à nova oferta. Atualmente, já não basta fazer um relatório após o evento acontecer. É necessário acompanhar ao segundo o que os consumidores estão a pensar sobre o novo produto, de modo a afinar estratégias.

Publicidade baseada em localização

Hoje em dia, muitas empresas já fazem publicidade aos seus serviços com base na localização. Através do sistema GPS, os consumidores recebem informação sobre restaurantes, cabeleireiros e outros serviços próximos da área onde estão. Desta forma, é muito mais fácil conseguir captar a atenção de potenciais clientes pois encontram-se nas proximidades do serviço.

Análise de previsão de consumo

Esta estratégia é muito utilizada em e-commerce. Quem entra em lojas online percebe quehá uma inteligência por trás que nos indica produtos relacionados ou complementares relativamente às nossas pesquisas. O objetivo desta estratégia de marketing em tempo real é realizar cross selling e aumentar o valor médio da compra. Automatização de processos, integrações com bases de dados e análise desses dados são ferramentas essenciais para conseguir aplicar esta estratégia.

Análise dos dados em tempo real

Lançar campanhas e promoções é importante para promover os produtos e as marcas, mas se não houver um acompanhamento efetivo em tempo real não é possível tirar os insights necessários para tomar decisões. Ferramentas BAM como o Multipeers são imprescindíveis na realidade empresarial atual, na medida em que permitem analisar em tempo real o que se passa em cada uma das áreas do negócio. Através de um dashboard simples e informativo, é possível verificar se as vendas de um produto estão a aumentar devido a uma campanha específica.