Como aumentar a inteligência operacional do seu negócio

Como aumentar a inteligência operacional do seu negócio

Posted Leave a commentPosted in Dicas de Gestão

A inteligência operacional é uma nova forma de analisar o negócio e de encontrar respostas para os desafios que as empresas enfrentam todos os dias. Este conceito está muito ligado à tecnologia e aborda a análise de dados para que estes permitam tomar decisões baseadas em informação em tempo real. O principal benefício do uso da inteligência operacional é a possibilidade de abordar os problemas e as oportunidades no exato momento em que surgem (em alguns casos, é possível antecipar tendências e problemas, solucionando-os antes que causem estragos ao negócio). Isto faz com que os gestores tomem decisões mais conscientes e com base em informação fidedigna, o que consequentemente vai aumentar a eficácia do negócio, conduzindo-o a melhores resultados. Mas como aumentar a inteligência operacional do seu negócio? É sobre isso mesmo que este artigo se foca! Confira as nossas dicas!

Automatize tudo o que for possível

Uma das vantagens mais importantes da inteligência operacional é a automatização de tarefas. Quanto mais automatizado o trabalho estiver, mais tempo disponível os colaboradores terão para tornar o negócio mais produtivo. A automatização pode ir desde as tarefas mais simples até às mais complexas. A nível do marketing, podemos automatizar um e-mail de boas-vindas a um novo subscritor de newsletter ou até mesmo um e-mail de agradecimento por uma compra na nossa loja on-line, por exemplo. A automatização elimina as tarefas mais aborrecidas que os colaboradores têm que realizar, deixando-os livres para coisas mais importantes.

Utilize um CRM

CRM é a sigla para Customer Relationship Management, ou seja, Gestão do relacionamento com o cliente e é utilizado por milhares de empresas para gerirem o seu relacionamento com os atuais e potenciais clientes. Este software tem como objetivo proteger as informações comerciais de uma empresa. Ao mesmo tempo, um CRM ajuda a identificar as melhores ações e a melhor altura para contactar o cliente, de modo a impulsionar a venda. Do mesmo modo, permite avaliar objetivos e avaliar a equipa de vendas. Um software de CRM quando é bem utilizado ajuda a aumentar a produtividade de uma empresa e reduz a probabilidade de erro por parte dos recursos humanos. A redução dos erros permite que as vendas se efetuem de uma forma mais simples e consequentemente a empresa sai a ganhar, uma vez que vê os seus lucros aumentarem. O CRM permite que nenhum contacto com um potencial cliente se perca, garantindo desta forma que tudo é feito para que a venda se concretize.

Utilize um sistema de monitorização em tempo real

Quando sabe exatamente o que se passa no seu negócio, é muito mais fácil tomar a decisão certa. Analisar o negócio em tempo real vai dar-lhe todos os inputs necessários para que possa decidir conscientemente sobre o melhor rumo a tomar. Os relatórios com alguns dias apresentam informação desatualizada, que não corresponde ao estado real da empresa naquele momento. Por isso, muitas vezes as decisões tomadas são desajustadas e não beneficiam o negócio. Monitorizar o negócio em tempo real vai mudar este cenário, pois vai ter informação fidedigna na sua mão e vai conseguir tomar decisões mais acertadas. Analisar os dados em tempo real é cada vez mais uma realidade nas empresas em todo o Mundo. Os negócios acontecem a um ritmo muito acelerado e é essencial que saiba o que está a acontecer na sua empresa para conseguir tomar as decisões mais adequadas para o seu negócio. Faça download do nosso e-book e saiba como uma ferramenta BAM o pode ajudar a gerir!

Glossário de gestão de informação: 20 termos que precisa de conhecer

Glossário de gestão de informação: 20 termos que precisa de conhecer

Posted Leave a commentPosted in Dicas de Gestão

Gerir a informação de um modo eficaz é essencial para garantir que a empresa consegue obter os insights necessários para tomar as melhores decisões para o negócio. Numa era em que todos os dias são gerados volumes enormes de dados, as empresas procuram encontrar as melhores formas de lidar com a informação diariamente. No artigo de hoje, deixamos-lhe 20 termos sobre gestão de informação que precisa de conhecer!

Análise descritiva

Este tipo de Data Analytics responde à questão “o que está a acontecer agora?”. Através da resposta, as empresas podem analisar os dados sobre perdas de clientes, valores de vendas de um determinado produto e resultado de campanhas lançadas. A análise descritiva permite que se tomem decisões imediatas com um elevado nível de segurança, visto que a análise é feita com base em dados concretos e atuais. A informação proveniente deste tipo de análise é por norma exibida em gráficos e tabelas, o que permite que o gestor tenha uma visão global dos processos monitorizados.

Análise diagnóstica

A análise diagnóstica vai explicar-nos porque é que determinada coisa aconteceu. Este tipo de análise vai relacionar todos dados e informações disponíveis, de modo a encontrar padrões de comportamento que possam explicar os resultados. É uma análise importante para encontrar problemas e sobretudo para evitar repeti-los no futuro.

Análise preditiva

A análise preditiva é uma forma avançada de Data Analytics que tem como objetivo responder à questão “o que vai acontecer?”. É um tipo de análise que faz previsões através de probabilidades. Esta análise é possível graças a técnicas como análise de regressão e progressão, correspondência de padrões e diversos tipos de estatística. Este tipo de Data Analytics é muito utilizado em empresas do mercado de ações e investimentos.

Análise prescritiva

A análise prescritiva é a análise da adivinhação. Responde à pergunta “o que poderá acontecer se tomarmos esta medida?”. Este tipo de análise é muito importante sobretudo na área de vendas. Por exemplo, se pensarmos em dar 15% de desconto no próximo mês no produto menos vendido da empresa, a probabilidade de aumentarmos as vendas é de 40%. A análise prescritiva levanta hipóteses sobre possíveis resultados das ações tomadas pela empresa. É uma análise essencial para os gestores, pois ajuda-os a avaliar da melhor forma a escolha de determinada estratégia para resolver algum problema.

Backup

O backup é uma cópia de segurança que permite salvaguardar os dados e ficheiros. Se houver um problema informático e se perderem ficheiros importantes, a única alternativa é refazer o trabalho que já tinha sido feito anteriormente. Isto leva a uma quebra grande de produtividade. Ter um backup atualizado dos dados vai permitir que o rendimento da empresa não será afetado pois mesmo em caso de desastre informático os colaboradores terão acesso aos documentos de que precisam para trabalhar.

BAM

BAM significa Business Activity Monitoring e é uma ferramenta que define o processo e tecnologias para conseguir colocar num dashboard informação sobre os KPI’s da empresa em tempo real. O que o BAM faz é apenas mostrar num só local toda a informação oriunda das mais variadas fontes de dados da empresa, eliminando a necessidade de consultar diversas bases de dados e afins para se saber o que se passa na empresa naquele dado momento.

Base de dados

Conjunto de arquivos relacionados, tabelas, relações, que armazena dados e faz associações entre eles. As bases de dados são atualmente dos ativos mais importantes de uma empresa.

BI

O BI (business intelligence) é uma técnica que ajuda os gestores a planear a estratégia da empresa através da recolha e análise de um grande volume de dados, para entender o desempenho da empresa e a partir daí decidir mais conscientemente sobre o futuro.

Big Data

Big Data é o termo que descreve o incomensurável volume de dados (estruturados ou não) que têm impacto nos negócios diariamente. Mais importante do que a quantidade de dados, é o que as empresas podem fazer com eles.

Cientista de dados

Esta vai ser uma das profissões mais procuradas no futuro. Um cientista de dados é um profissional analítico que tem capacidades técnicas capazes de resolver problemas complexos e surgiram para tratar da enorme quantidade de dados não estruturados com os quais as empresas têm que lidar diariamente. Este profissional cria algoritmos para extrair insights dos dados gerados pelas diversas fontes de informação e apresenta-os num formato prático e simples de analisar por parte dos tomares de decisão, que depois serão capazes de definir estratégias e decidir qual o melhor caminho para a empresa.

Cloud

Cloud Computing é um modelo que possibilita o acesso total, através da rede, a um conjunto de recursos de computação partilhados (redes, datacenters, armazenamento, serviços, aplicações, entre outros), que podem ser rapidamente disponibilizados, com esforço mínimo e sem interação com o fornecedor.

CRM

CRM é a sigla para Customer Relationship Management, ou seja, Gestão do relacionamento com o cliente e é utilizado por milhares de empresas para gerirem o seu relacionamento com os atuais e potenciais clientes. Este software tem como objetivo proteger as informações comerciais de uma empresa. Ao mesmo tempo, um CRM ajuda a identificar as melhores ações e a melhor altura para contactar o cliente, de modo a impulsionar a venda. Do mesmo modo, permite avaliar objetivos e avaliar a equipa de vendas.

Dados pessoais

De acordo com o RGPD, consideram‑se dados pessoais quaisquer informações relativas a uma pessoa individual identificada ou identificável através das mesmas (identificável «por referência a um número de identificação ou a um ou mais elementos específicos da sua identidade física, fisiológica, psíquica, económica, cultural ou social»).

Dashboard

Um dashboard é um painel de controlo que apresenta de forma visual as informações mais importantes sobre o negócio. No caso de utilizar uma ferramenta como o Multipeers, a informação é atualizada permanente e automaticamente, de modo a que tenha ao seu dispor as informações mais atuais sobre tudo aquilo que se passa na empresa.

Inteligência artificial

A inteligência artificial é a capacidade que as máquinas têm para pensarem como seres humanos. Define a sua capacidade de aprender, raciocionar e decidir de forma autónoma e inteligente. Ao contrário do que se pensa, este não é um conceito recente. Surgiu pela primeira vez em 1956 por John McCarthy, um professor universitário que usou o termo para descrever um mundo longínquo em que as máquinas seriam capazes de resolver todos os problemas que até então eram resolvidos exclusivamente pelos seres humanos.

KPI

KPI significa key performance indicator, isto é, indicador-chave do desempenho. No mundo empresarial, os KPI’s são medidas quantificáveis que servem para entender se os objetivos da empresa estão a ser atingidos ou se é necessário modificar a estratégia para os alcançar.

Mascaramento de dados

O mascaramento de dados visa a criação de uma versão dos dados estruturalmente idêntica, mas não igual. Esta técnica cria uma base de dados com informação fictícia, mas realista, que pode ser utilizada para fins de testes e formação. As soluções de mascaramento de dados oferecem uma variedade de técnicas scrambling sofisticadas para proteger dados sensíveis, substituindo-os de forma irreversível por dados que não são reais, mantendo a integridade referencial da base de dados.

PDCA

PDCA é a siga para planear, fazer, verificar e agir. É uma técnica de gestão ligada à melhoria dos processos de uma empresa. O seu objetivo é solucionar problemas, apontando as causas para potenciais desvios e falhas produtivas. Este processo torna a organização da empresa mais eficiente a longo prazo e é essencial que se aplique desde o momento de criação de um negócio, para que a melhoria possa ser contínua.

Política de segurança

A política de segurança é um documento desenvolvido pela empresa onde se registam os princípios de segurança que a empresa adota e que devem ser seguidos pelos colaboradores. A política de segurança deve ser aplicada em todos os sistemas de informação, a nível de desktop e de mobile. Para que a política seja respeitada, é essencial que os gestores de topo participem na sai implementação.

VPN

Um rede VPN é uma rede privada virtual que transmite dados criptografados enquanto eles navegam de um ponto para outro no mundo Web. Conectar-se através da VPN faz com que o utilizador possa navegar em sites de forma segura e privada. As ligações VPN são cada vez mais utilizadas, pois permitem aceder remotamente a arquivos locais e é uma forma segura de navegar através de redes Wi-fi públicas.

5 Tecnologias que podem ajudar sua empresa

5 Tecnologias que podem ajudar sua empresa

Posted Leave a commentPosted in Dicas de Gestão

É praticamente impossível pensar, nos dias de hoje, em uma empresa, mesmo de pequeno porte, que não faça uso de diferentes tipos de tecnologias. Afinal, as ferramentas tecnológicas estão no dia a dia de uma grande parcela da população.

Isso se deve à popularização de diversos recursos, mas também devido a sua facilidade de uso, praticidade e eficiência que proporciona para as mais diversas atividades. Então, porque ainda existem negócios que não agregaram a tecnologia na sua rotina?

Existem ferramentas disponíveis para todos os setores de um empreendimento. Então, continue lendo este artigo e conheça as 5 tecnologias que podem ajudar sua empresa nos tópicos a seguir.

  • Sistema de automação de marketing
  • Gerenciamento de projetos
  • Ferramenta de colaboração
  • Software de gestão empresarial
  • Gestão de relacionamento com o cliente

1 – Sistema de automação de marketing

Gerenciar o marketing de maneira funcional é o jeito ideal de aumentar a eficiência desse setor. Embora muito importante, nem todos os negócios possuem o setor de marketing ou uma equipe completa. Portanto, as ferramentas tecnológicas de automação em marketing são grandes aliadas das ações e campanhas publicitárias. É possível encontrar aplicativos variados nesse setor, como os que disparam e-mails e anúncios de acordo com a segmentação do público alvo. Eles também tornam mais ágil o envio de conteúdo para os consumidores em potencial conforme a fase do funil de vendas. Dessa forma, o que levaria horas e mais horas para ser executado manualmente pode ser feito em pouco tempo com essa tecnologia.

2 – Gerenciamento de projetos

Os programas de gerenciamento de projeto são outros exemplos de tecnologias que podem ajudar sua empresa. Atualmente, há uma ampla variedade desses aplicativos, sendo que basicamente eles permitam que se trabalhe em equipe mesmo à distância. Neles, é possível determinar uma tarefa para cada membro, estipular prazo de entrega e mesmo acompanhar o seu desempenho. Entre as demais funções está o compartilhamento de arquivos a fim de fazer um trabalho colaborativo, trocando impressões e ideias. Embora sejam mais indicados para projetos com início e fim, os aplicativos de gestão de projetos também podem ser usados de maneira ininterrupta. Assim, servindo para organizar as tarefas da equipe e distribuir as mesmas.

3 – Ferramenta de colaboração

Existe ainda as ferramentas de colaboração, que contribuem para o aumento do desempenho da sua empresa a medida que todas as suas informações são reunidas para uma permanente análise. Como diz o ditado, informação é poder. Dessa forma, empresários conseguem acompanhar e controlar todos os dados que envolvem o seu negócio e o mercado de atuação. E, por consequência, fazer previsões mais assertivas e sempre tomar a melhor decisão. Os dados são apresentados por meio de gráficos e outros conteúdos interativos. Com isso, as conclusões são obtidas com facilidade e rapidez. Além disso, essa ferramenta é personalizável de acordo com cada nicho de mercado e as necessidades do usuário.

4 – Software de gestão empresarial

Mais uma tecnologia indispensável para empresas de todos os portes e segmentos de mercado é o software ERP, um sistema de gestão empresarial que permite tornar o trabalho da sua equipe mais dinâmico. Para tanto, todos os dados do seu negócio são informatizados. Os setores se conectam e os procedimentos são automatizados. Assim, geração de boleto bancário, emissão de nota fiscal, controle de estoque, fluxo de caixa e as demais tarefas são executadas em uma única plataforma, aumentando a eficiência no seu negócio. É possível ainda contar com um quadro de profissionais reduzido. Afinal, mesmo com uma equipe pequena consegue-se realizar todas as atividades cotidianas, mais rápido, sem perder em qualidade e sem que ninguém fique sobrecarregado.

5 – Gestão de relacionamento com o cliente

O software CRM, um sistema de gestão de relacionamento com o cliente, é mais uma das tecnologias que podem ajudar sua empresa. Com ele, você consegue organizar todas as informações dos seus clientes e dos consumidores em potencial da sua marca. No entanto, mais do que uma lista de contatos bem elaborada, o CRM integra esses dados armazenados. O resultado é a possibilidade de analisar as interações com clientes, prever necessidades e criar campanhas assertivas. Essas funcionalidades levam ao aumento da conversão de vendas e ao posterior sucesso do seu negócio.

A IT REFRESH é uma empresa que reúne diferentes soluções para atender as necessidades do seu empreendimento. Clique aqui e confira os sistemas de gestão customizados e disponíveis para você.

 Um artigo by: IT REFRESH
5 dicas para tornar o seu negócio mais inteligente

5 dicas para tornar o seu negócio mais inteligente

Posted Leave a commentPosted in Dicas de Gestão

Recolher dados, analisá-los e aplica-los no negócio corretamente é sinónimo de ter um negócio mais inteligente. A tecnologia é um recurso indispensável para tornar o negócio mais inteligente e mais ágil. Só com o recurso à tecnologia é que se consegue acompanhar tudo o que se passa na empresa e tomar as decisões mais acertadas para a continuidade do negócio. No artigo de hoje, vamos deixar-lhe 5 dicas importantes para tornar o seu negócio mais inteligente.

Analisar os dados

Vivemos na era da informação e isso já não é novidade para ninguém. Quem analisa os dados corretamente, está um passo à frente da concorrência pois é capaz de antecipar tendências e prever flutuações de mercado. Big Data e Analytics são termos cada vez mais utilizados nas empresas em todo o Mundo, pois são ferramentas que permitem analisar os dados para as mais diversas finalidades. Ferramentas como o Multipeers são cada vez mais necessárias nas empresas, uma vez que permitem analisar a informação do negócio em tempo real.

Armazenamento na Cloud

Atualmente, as empresas são obrigadas a ter uma maior flexibilidade para acederem aos seus documentos mesmo fora do local de trabalho. O armazenamento na Cloud é uma opção muito utilizada hoje em dia, visto que permite que as pessoas acedam e editem documentos a partir de qualquer lugar do Mundo, desde que exista um acesso à Internet.

Segurança dos dados

A segurança da informação nunca foi tão importante como agora, sobretudo numa fase em que o novo regulamento geral de proteção de dados está mesmo a chegar. Os ataques informáticos são cada vez mais frequentes e sofisticados, pelo que as empresas devem dotar-se das ferramentas adequadas para proteger a sua informação. As empresas devem formar os colaboradores para que estes estejam conscientes da necessidade de proteger os dados e devem ter políticas exigentes de backup de dados, para que possam recuperar as suas informações mesmo em caso de desastre.

Automatização de tarefas

A inteligência de negócios procura constantemente automatizar tarefas, de modo a deixar os colaboradores disponíveis para outras funções que não podem ser realizadas com recurso a tecnologia. As empresas podem adotar um sistema de BPM (Business Process Management), de modo a automatizar as tarefas e os fluxos de informação. O CRM é uma ferramenta que também pode ser adotada pelas empresas, visto que melhora os processos de atendimento dos clientes. Além de uma maior rapidez na execução das tarefas, a automatização das mesmas reduz em grande escala a probabilidade de haver erro humano.

Gestão financeira

As ferramentas tecnológicas adequadas permitem que a empresa identifique pontos de melhoria na sua gestão e que elimine desperdício de recursos. É essencial que haja uma boa gestão financeira, pois só assim é que a continuidade do negócio está garantida. Um software que integre as informações sobre todos os departamentos vai tornar os processos de decisão mais ágeis e mais eficazes, na medida em que existe um conhecimento profundo sobre o estado real do negócio.

 

ERP e CRM: tudo o que precisa saber sobre estes conceitos

ERP e CRM: tudo o que precisa saber sobre estes conceitos

Posted Leave a commentPosted in Dicas de Gestão

A tecnologia mudou o modo como encaramos os negócios e como trabalhamos. Existem diversas soluções que nos ajudam no nosso dia-a-dia empresarial, automatizando processos e facilitando a consulta da informação. ERP e CRM são dois conceitos presentes em muitas empresas, mas existem muitas pessoas que ainda confundem os dois temas. Neste artigo, vamos mostrar-lhe tudo o que precisa de saber sobre ERP e CRM!

ERP: definição

ERP significa Entreprise Resource Planning, ou seja, Planeamento dos Recursos Corporativos. Surgiu no final dos anos 50, época em que se começou a aliar a gestão à tecnologia. Inicialmente, o seu objetivo era otimizar o tempo que se gastava em tarefas manuais, mas hoje este recurso é capaz de integrar todas as informações e processos de uma organização num só local.

A missão desta ferramenta é agrupar todos os departamentos da empresa, proporcionando uma melhor comunicação, através de um fluxo de informação contínuo. Este fator revela-se de grane utilidade pois os processos de uma empresa dependem uns dos outros e uma falha de comunicação ou perda de transmissão dos dados pode significar grandes perdas de produtividade e de lucro.

O ERP é, deste modo, o software mais básico de uma empresa e garante o controlo financeiro da organização. O ERP permite que deixe de usar dezenas de softwares isolados e garante um maior controlo sobre tudo o que se passa numa empresa.

CRM: definição

CRM é a sigla para Customer Relationship Management, ou seja, Gestão do relacionamento com o cliente e é utilizado por milhares de empresas para gerirem o seu relacionamento com os atuais e potenciais clientes.  Este software tem como objetivo proteger as informações comerciais de uma empresa. Ao mesmo tempo, um CRM ajuda a identificar as melhores ações e a melhor altura para contactar o cliente, de modo a impulsionar a venda. Do mesmo modo, permite avaliar objetivos e avaliar a equipa de vendas.

De modo resumido, podemos dizer que o ERP ajuda a:

– Reduzir os custos com TI, recursos humanos e perdas de produtividade;
– Reduzir os prazos de entrega, pois estimula a produtividade;
– Facilitar a gestão dos stocks e a compra e venda de mercadorias;
– Melhorar a gestão tributária.

De modo resumido, podemos dizer que o CRM ajuda a:

–  Reduzir custos com papel;
– Reduzir o tempo na procura de informações e documentos;
– Facilitar o a formação das equipas através do software;
– Aumentar as vendas, pois pode dedicar-se mais tempo às vendas e deixar de lado tarefas mais administrativas.

 

O Multipeers é um sistema BAM que permite conexão aos diversos softwares existentes numa empresa, facilitando a troca de informações entre eles e permitindo uma rápida e eficiente tomada de decisão.

Saiba como um sistema BAM pode ajudar a sua empresa a crescer!

Os erros mais comuns na gestão de clientes

Os erros mais comuns na gestão de clientes

Posted Leave a commentPosted in Dicas de Gestão

Dicas para evitar os erros mais comuns na gestão de clientes

A satisfação do cliente é um dos principais objetivos de qualquer negócio. Costuma dizer-se que um cliente satisfeito conta a sua experiência a uma pessoa, mas um cliente insatisfeito partilha o seu desagrado por 20 pessoas! Assim sendo, é fundamental que os gestores saibam como gerir os clientes, de modo a prestar-lhes o melhor serviço possível. Neste artigo vamos abordar os erros mais comuns na gestão de clientes e dar dicas para evita-los!

Não conhecer o cliente e as suas necessidades

Um dos piores erros na gestão de clientes é tratar todos os clientes da mesma forma. É desagradável quando somos atendidos por um operador que parece robotizado e que tem um discurso ensaiado e não foge ao guião. As ferramentas CRM ajudam as empresas a conhecer cada um dos clientes, as suas necessidades e preferências. Também fornecem informação sobre o momento mais adequado para agir, seja pelo envio de uma campanha especial ou de uma amostra de produto. Pode conectar um sistema CRM a um sistema de monitorização de negócio como o Multipeers. Desta forma, terá informação em tempo real e sempre atualizada sobre os seus clientes.

Perseguir o cliente

Algumas empresas não sabem respeitar o cliente e enviam informação repetida inúmeras vezes. Este tipo de atitudes afasta o cliente da empresa e faz com que ganhe até uma certa aversão à marca. O envio de campanhas de email não deve acontecer todos os dias nem todas as semanas. Após um pedido de informação não deve haver uma perseguição constante por telefone até o cliente decidir se vai comprar ou não. Esta pressão só vai fazer com que o cliente decida não comprar nada e vai espalhar a sua má experiência junto do seu círculo de amigos e familiares.

Vender apenas uma vez

Muitos comerciais preocupam-se apenas com a venda única e não trabalham no sentido de fidelizar o cliente. É certo que a primeira venda é, na teoria, a mais difícil, visto que o cliente ainda não conhece a empresa e os produtos. Focar-se na venda única é um erro muito comum que pode fazer com que a empresa perca vendas no futuro. As equipas comerciais devem ter a preocupação de manter um contacto com o cliente de modo a orientá-lo para compras futuras e isso consegue-se através de um bom serviço pós-venda.

Complicar o atendimento ao cliente

Infelizmente há muitas empresas especialistas neste campo, sobretudo empresas de serviços de telecomunicações e internet. É muito aborrecido para um cliente ter que repetir o seu problema para três ou quatro pessoas diferentes. O atendimento ao cliente deve ser sempre o mais agradável e curto possível pois só assim é possível passar uma imagem de profissionalismo. Se o cliente precisa de falar com quatro pessoas antes de ver o seu problema resolvido, vai ficar com a sensação de que a empresa é desorganizada.

Não orientar e educar o cliente

Disponibilizar conteúdo relevante e útil para o cliente sobre os produtos ou serviços é uma forma de educar os clientes e de partilhar informação importante para que ele escolha o seu produto. Criar uma secção de perguntas frequentes, criar um blog sobre a área da sua atividade e ter uma presença assídua nas principais redes sociais são boas formas de educar o cliente sobre o seu produto.

Saiba o que o software pode fazer pela sua empresa

Saiba o que o software pode fazer pela sua empresa

Posted Leave a commentPosted in Tecnologia e Gestão

Conheça as vantagens do software para a gestão de empresas

A era dos documentos em papel terminou e os processos manuais são cada vez menos utilizados nas empresas. Diversos softwares passaram a fazer parte do dia-a-dia profissional de milhares de pessoas em grandes, médias e pequenas empresas. Os softwares de gestão e de monitorização do negócio permitem automatizar processos e diminuir a probabilidade de errar. Mas será que sabe mesmo o que os softwares certos podem fazer pela sua empresa? Neste artigo, apresentamos-lhe as principais vantagens que o software tem para o seu negócio.

Melhora o relacionamento com os clientes

Um CRM é um software muito importante para a gestão da força de vendas. Através da adoção de um software deste tipo, é possível medir resultados, avaliar ações e campanhas e ter um contacto mais próximo e direto com o cliente.

Integração de dados

Uma correta integração de dados entre os diferentes departamentos é a base de uma gestão organizada e eficaz. Com um software financeiro o gestor é capaz de reunir num só local todos os dados da empresa e controlar o acesso entre os colaboradores. Deste modo, é possível tomar decisões mais conscientes e eficazes pois existe uma visão global e integrada de todos os dados.

Indicadores de negócio em tempo real

Os softwares de monitorização do negócio em tempo real, como o Multipeers, permitem que os gestores tenham toda a informação da empresa disponível em tempo real num único dashboard. Permitem também a definição de alertas de negócio que avisam o utilizador sempre que uma situação requer a sua atenção. Deste modo, a tomada de decisões é baseada sempre em informação atual e fidedigna, o que garante decisões acertadas!

Organização da informação financeira

Com os softwares financeiros é possível organizar toda a informação relacionada com as contas da empresa. Muitas empresas terminam a sua atividade pouco tempo depois de abrirem e isso deve-se à dificuldade em organizar as contas da empresa. Optar por um software de gestão da informação financeira desde o início é o primeiro passo para uma caminhada de sucesso.

Inovação constante

Se a empresa optar por um sistema SaaS tem a garantia de que terá o software constantemente atualizado. A empresa não tem que se preocupar com estas questões pois é da responsabilidade do fornecedor SaaS. Este tipo de solução apresenta ainda a vantagem de estar completamente adaptado à realidade da empresa, conseguindo responder em tempo útil a todas as suas necessidades.

Redução de custos

Com a adoção do software, os custos relativos aos processos manuais são reduzidos ou mesmo eliminados. Desta forma, aumenta-se a produtividade pois o cumprimento das tarefas e objetivos diários é mais fácil.

O mundo está informatizado e não há como fugir desta realidade. As empresas precisam de se adaptar para às novas ferramentas de gestão para se tornarem mais competitivas e vencerem no mercado competitivo de hoje em dia!

Tecnologia e gestão de empresas: principais mudanças

Tecnologia e gestão de empresas: principais mudanças

Posted Leave a commentPosted in Tecnologia e Gestão

Conheça as principais mudanças que a tecnologia trouxe para a gestão de empresas

A tecnologia veio para ficar e a sua evolução é cada vez mais rápida. As empresas precisam de se adaptar às mudanças pois caso contrário serão facilmente ultrapassadas pela concorrência. No mundo empresarial atual, o dia-a-dia é dominado por máquinas o que na maior parte dos casos representa maiores níveis de produtividade e redução de custos. Neste artigo vamos apresentar as principais mudanças que a tecnologia trouxe para a gestão de empresas.

Redução do tempo gasto a tratar de questões administrativas

As questões administrativas consomem uma grande quantidade de tempo nas empresas e são estritamente necessárias para o bom funcionamento das organizações. Contudo, graças a softwares de gestão e de automatização de processos, hoje em dia é mais fácil gerir a parte administrativa de uma empresa, automatizando processos e libertando os recursos humanos para outras tarefas.

Melhor gestão do tempo na área comercial

Uma das queixas mais recorrentes dos comerciais é a falta de tempo. As viagens até uma reunião são muitas vezes demoradas e isso faz com que se perca tempo sem produzir efetivamente. Devido à tecnologia, é possível fazer reunião via Skype e videoconferência, o que elimina o tempo gasto em viagens. Reunir pessoalmente é fundamental, mas numa primeira fase a reunião presencial pode ser substituída por uma reunião “à distância”. Os sistemas CRM permitem também que os profissionais da área comercial tenham um dia-a-dia mais organizado, sendo esta uma ferramenta indispensável para o seu trabalho.

Crescimento do marketing digital

O consumidor atual vive online. Se antes só navegávamos na Internet através dos computadores, hoje em dia, devido à massificação do uso de dispositivos móveis, podemos “viver online”. Assim, as empresas têm apostado cada vez mais no marketing digital, investindo em websites apelativos e responsivos e comunicando produtos e serviços através das redes sociais. O marketing digital traz resultados muito positivos para as empresas pois é mais fácil segmentar o público que queremos atingir bem como criar uma relação mais forte com o cliente.

Estudo mais profundo da concorrência

Hoje em dia é muito fácil sabermos o que a nossa concorrência anda a fazer. O mercado já não é estático nem fechado e as empresas têm consciência de que com a massificação do acesso à Internet já não podem viver sem comunicar. Atualmente, através dos websites, blogs, redes sociais e newsletters podemos estar sempre a par do que os nossos principais concorrentes andam a fazer. A gestão de empresas tem que ter isto em consideração.

Monitorização e acompanhamento do negócio

Graças a sistemas de monitorização do negócio como o Multipeers é possível analisar a cada instante o estado do negócio. Deste modo, as decisões baseiam-se em informação atualizada, o que as torna mais conscientes e eficazes. Analisar o negócio em tempo real através de indicadores de desempenho apropriados mudou toda a forma de gestão de empresas. Hoje em dia, já não é necessário recorrer a relatórios de difícil leitura e análise pois toda a informação sobre a empresa poderá estar disponível no desktop e nos dispositivos móveis.