7 vantagens imediatas da análise dos dados em tempo real

7 vantagens imediatas da análise dos dados em tempo real

Posted Leave a commentPosted in Dicas de Gestão

A informação em tempo real é uma necessidade cada vez mais presente na vida das empresas atuais. Os gestores já não podem deixar as suas decisões para depois e não é aconselhável que utilizam relatórios com alguns dias como fonte de dados para decidirem. A vida dos negócios acontece agora, a cada momento, pelo que é indispensável que os gestores tenham um conhecimento atual e fidedigno de todas as situações da empresa. Softwares como o Multipeers serão cada vez mais uma presença constante nas empresas. No artigo de hoje, apresentamos-lhe 7 vantagens imediatas da análise dos dados em tempo real para os negócios!

Decisões mais conscientes

Quando o gestor sabe exatamente o que se passa no negócio, é muito mais fácil tomar a decisão certa e esta é sem dúvida a vantagem mais imediata e mais importante de utilizar um sistema de informação em tempo real. Analisar o negócio em tempo real permite ter todos os inputs necessários para que se possa decidir conscientemente sobre o melhor rumo a tomar, pois a informação que vai analisar está atualizada e é fidedigna.

Definição de alertas de negócio

Os softwares de monitorização do negócio como o Multipeers permitem a definição de alertas de negócio para que seja avisado sempre que alguma situação sai do seu padrão. Onde quer que esteja, será notificado por SMS ou e-mail sobre eventuais alterações aos seus padrões previamente estabelecidos e poderá agir de imediato, antes mesmo de haver prejuízos para a organização. Esta revela-se uma enorme vantagem competitiva pois possibilita uma ação imediata e impede consequências negativas para o negócio.

Consulta da informação em qualquer dispositivo

Quase todos os programas de gestão de informação em tempo real apresentam a possibilidade de serem utilizados em dispositivos móveis, o que é uma enorme vantagem visto que o mercado empresarial está cada vez mais móvel. Com esta ferramenta, pode estar numa reunião ou numa viagem e ter informação real e atualizada sobre o estado verdadeiro do seu negócio.

Deteção precoce de eventuais problemas

Uma falha no processo de produção pode significar problemas sérios com clientes, fornecedores e parceiros se não for detetado e corrigido a tempo, destruindo linhas produtivas completas e prejudicando a relação com stakeholders. Acompanhar o processo produtivo em tempo real permite identificar eventuais falhas e a sua respetiva correção em tempo útil. Deste modo, quaisquer desvios serão corrigidos o mais rapidamente possível.

Utilização de diversas fontes de dados em simultâneo

Com a utilização de um sistema de análise em tempo real é possível agregar num só sistema toda a informação relativa à empresa. Deste modo, o acesso à informação torna-se bastante mais fácil e intuitivo, reduzindo o tempo que anteriormente o gestor gastava a condensar informações oriundas de diversas fontes de dados.

Diminuição da probabilidade de errar

O uso de sistemas de análise de dados em tempo real reduz as falhas de comunicação e acelera a consolidação dos dados, reduzindo assim a probabilidade de cometer erros prejudiciais para o negócio. Toda a informação da empresa vai estar condensada apenas num local, o que torna os processos de análise mais ágeis e eficazes.

Identificação célere de oportunidades de negócio

Com a utilização de uma ferramenta de análise em tempo real poderá identificar oportunidades no exato momento em que elas surgem, o que lhe permitirá estar sempre um passo à frente da concorrência. Uma modificação na procura de um produto, por exemplo, poderá levá-lo a lançar uma campanha específica, o que vai aumentar as vendas e melhorar os resultados globais.

 

Analisar os dados em tempo real é cada vez mais uma realidade nas empresas em todo o Mundo. Os negócios acontecem a um ritmo muito acelerado e é essencial que saiba o que está a acontecer na sua empresa para conseguir tomar as decisões mais adequadas para o seu negócio. Faça download do nosso e-book e saiba como uma ferramenta BAM o pode ajudar a gerir!

7 decisões que podem levar uma empresa à falência

Posted Leave a commentPosted in Dicas de Gestão

Os gestores enfrentam todos os dias diversos momentos em que precisam de tomar decisões importantes para o rumo dos negócios. Atualmente, existem ferramentas como o Multipeers que ajudam os gestores a terem uma visão mais global e mais abrangente sobre o estado real das empresas, o que tem um peso muito significativo para uma tomada de decisão mais consciente. Contudo, decidir envolve sempre riscos e existem decisões que podem levar uma empresa à falência. No artigo de hoje, abordamos as 7 decisões que podem comprometer a sobrevivência de um negócio.

Partir para um novo investimento sem analisar o mercado

Se pretende abrir um negócio ou se pretende investir num novo produto ou mercado, é obrigatório estudar muito bem o mercado, as suas necessidades e características. Um investimento mal pensado pode arruinar um negócio. Quando uma empresa investe numa nova área, tende a canalizar os seus investimentos monetários e de tempo para essa área, acabando por descurar outros setores do negócio. Caso essa aposta seja falhada, poderá comprometer toda a viabilidade do negócio. Uma análise profunda e detalhada deve ser feita antes de se avançar para novos projetos.

Não ouvir o cliente

O cliente é importantíssimo para o sucesso de um negócio. Sem clientes, o negócio não faz sentido. Assim sendo, a empresa deve ter em consideração as necessidades do cliente e deve estar disponível para ouvir as suas críticas e sugestões. Muitas empresas cometem o erro de pensar que a venda se conclui no momento da compra. A verdade é que o serviço pós-venda é muito importante (cada vez mais!) e o cliente gosta de se sentir acompanhado mesmo depois da compra.

Não investir em marketing

As ferramentas de marketing são essenciais para todas as empresas que pretendem destacar-se no mercado. Com a evolução do marketing digital, é cada vez mais importante que as empresas invistam em ações de marketing que permitam captar a atenção dos potenciais clientes. Atualmente, uma empresa que não existe online é quase como se não existisse de verdade. Por isso, é fundamental que o marketing seja encarado como um vetor estratégico dos negócios.

Falta de planeamento

Muitas empresas não planeiam as suas ações e preferem ir agindo conforme as situações vão aparecendo. Esta é uma decisão que pode comprometer seriamente o sucesso dos negócios. As empresas devem fazer um planeamento a curto e a longo prazo e devem ter planos alternativos caso a estratégia escolhida não dê certo. Ter um bom planeamento é evitar surpresas desagradáveis e é estar sempre preparado para situações inesperadas.

Não acompanhar as alterações do mercado

Mesmo as empresas que estão no mercado há muitos anos devem estar sempre atentas às tendências do mercado. Ao longo dos anos, os comportamentos e hábitos dos consumidores alteram-se e as empresas devem estar preparadas para mudarem com eles. A empresa deve adaptar o seu produto/serviço às necessidades que o mercado vai apresentando pois só assim conseguirá manter-se na “luta”.

Não investir nas ferramentas adequadas

Muitas vezes, as empresas não querem investir em ferramentas de gestão devido ao seu preço, mas acabam por pagar um preço maior devido à falta de informação e à desorganização que se instala no negócio. Muitas ferramentas traduzem-se em maior eficiência e conhecimento de mercado, o que traz inúmeras vantagens para a empresa. Uma solução cada vez mais necessária e utilizada nas empresas é o Multipeers, que permite que analise o seu negócio em tempo real através de um dashboard que aglomera todas as informações oriundas das diversas fontes de dados que existem na empresa.

Não inovar

A inovação deve ser encarada como uma ferramenta estratégica nas empresas. Uma empresa que fica estagnada durante anos não tem nada de novo para oferecer ao público. Numa época em que a competição empresarial é tão “apertada”, é fundamental que as empresas tenham uma pessoa responsável pela parte da inovação, pois só assim conseguirão oferecer mais valor aos seus clientes.

 

 

 

O que muda nas empresas com a inteligência artificial?

O que muda nas empresas com a inteligência artificial?

Posted Leave a commentPosted in Tecnologia e Gestão

Estamos numa nova era: vivemos atualmente na idade da inteligência artificial e não há como fugir disso. Brian Krzanich, CEO da Intel, garante mesmo que todas as empresas serão afetadas por esta nova tecnologia. A verdade é que tendo em conta a evolução tecnológica a que assistimos, se as empresas não se adaptarem à realidade atual, facilmente serão substituídas pela sua concorrência. Mas afinal, o que muda nas empresas com a inteligência artificial?

Antes de mais, o que é inteligência artificial?

A inteligência artificial é a capacidade que as máquinas têm para pensarem como seres humanos. Define a sua capacidade de aprender, raciocionar e decidir de forma autónoma e inteligente. Ao contrário do que se pensa, este não é um conceito recente. Surgiu pela primeira vez em 1956 por John McCarthy, um professor universitário que usou o termo para descrever um mundo longínquo em que as máquinas seriam capazes de resolver todos os problemas que até então eram resolvidos exclusivamente pelos seres humanos.

O que muda nas empresas?

Melhor utilização dos dados

A inteligência artificial ajuda a compilar dados e a analisar experiências diárias, de modo a encontrar padrões e formas de melhoria. Os sistemas de inteligência artificial de análise de dados calculam de forma autónoma a informação de modo a gerar insights imprescindíveis para uma correta tomada de decisão. Com a experiência, as máquinas serão capazes de aprender a fazer previsões de comportamento quer dos colaboradores, quer dos clientes.

Chatbots serão o futuro

Os chatbots são as estrelas da inteligência artificial. Estão ligados à base de dados da empresa e utilizam linguagem comum para falar com os clientes. São capazes de reconhecer nomes e números de telefone para prever o comportamento dos clientes. São sistemas muito inteligentes na medida em que armazenam a informação essencial para poderem encaminhar os clientes para as áreas que eles precisam de consultar. A Ryanair, por exemplo, utiliza já este sistema para falar com os clientes.

Gestão mais eficaz

A inteligência artificial ajuda as empresas a interligarem todas as suas informações, o que tem um peso importantíssimo nas decisões de gestão. Uma empresa que analise a sua informação em tempo real e que tenha num só local todas as informações de negócio importantes será capaz de tomar decisões mais assertivas e acertadas, o que potencia o sucesso do negócio. O Multipeers é, por isso, uma ferramenta cada vez mais necessária nas empresas atuais.

Eliminação das tarefas mais burocráticas

A inteligência artificial ajuda a que os colaboradores deixem de perder tempo com tarefas demasiado burocráticas e administrativas. Através de regras, é possível que robots desempenhem a função de assistentes pessoais, dando informações sobre as tarefas do dia-a-dia, reuniões agendas e tempos de viagem.

7 Dicas para tomar melhores decisões para o seu negócio

7 Dicas para tomar melhores decisões para o seu negócio

Posted Leave a commentPosted in Dicas de Gestão

Conheça as melhores dicas para tomar as melhores decisões

Gerir uma empresa é fazer escolhas diariamente e saber lidar com as consequências dessas escolhas. No mundo agitado dos negócios, não é fácil saber qual o melhor caminho a seguir, mas existem vários truques que nos ajudam a tomar as melhores decisões. De seguida, apresentamos 7 dicas para que tome as decisões mais acertadas para o seu negócio!

Tenha um pensamento analítico

Tomar decisões envolve um conhecimento profundo do contexto e das implicações que essa decisão vai ter para o negócio. Todos os cenários devem ser analisados tendo em conta as diversas variáveis envolvidas no processo. Dentro deste pensamento analítico, deve colocar em discussão os erros anteriormente cometidos em situações semelhantes. Os erros do passado são bons professores para as decisões do presente.

Analise os dados corretamente

Os dados são dos ativos mais importantes do seu negócio e têm informação muito importante para uma tomada de decisão consciente. Os softwares como o Multipeers, que permitem analisar o negócio em tempo real, são essenciais no mundo dos negócios atual pois as mudanças acontecem a uma grande velocidade e os gestores precisam de estar sempre a par do que está a acontecer para que possam tomar decisões em tempo útil.

Aceite que não há só uma resposta certa

A escolha que hoje parece ser a ideal, amanhã poderá não ser a mais adequada. Na hora de decidir nos negócios não existe apenas uma resposta certa e as decisões têm que ser tomadas tendo sempre em conta o contexto atual do negócio. O gestor deve colocar todas as respostas possíveis em cima da mesa e analisar os prós e os contras, tendo em consideração que poderá existir mais do que uma resposta certa para a mesma situação.

Considere o longo prazo

A maior parte dos gestores privilegia as decisões que parecem trazer um maior retorno no curto prazo, acabando por se esquecerem do longo prazo. Tomar decisões que só visem o curto prazo faz com que no futuro o negócio possa ficar comprometido. Todas as decisões devem ser tomadas após a análise do impacto que vão ter no curto e longo prazo.

Ouça a opinião dos outros

Os colaboradores da empresa devem ser envolvidos nas decisões mais importantes. Ouvir a opinião deles é importante pois vai aumentar o sentimento de pertença da parte deles. Além disso, são eles que vivem diariamente o negócio e certamente terão uma visão diferente sobre certos aspetos do negócio, pelo que a opinião deles é essencial para uma tomada de decisão mais eficaz.

Seja racional

É fundamental não se deixar guiar pelas emoções na hora de tomar uma decisão. É impossível não se envolver emocionalmente com o seu negócio, mas na hora de decidir deve colocar a emoção de lado e agir racionalmente pois caso contrário poderá comprometer o futuro do negócio.

Não adie o inadiável

Temos tendência a adiar decisões difíceis mesmo sabendo que mais cedo ou mais tarde teremos que agir. Se já sabe qual a decisão que vai tomar e as consequências que isso vai ter para o seu negócio, não vale a pena adiar mais. O negócio precisa de dinamismo e é através das decisões que ele evolui!